skip to Main Content
Com Investimento De R$ 260 Milhões, Salvador Se Reinventa E Lidera Turismo

Com investimento de R$ 260 milhões, Salvador se reinventa e lidera turismo

A primeira capital do Brasil decidiu se reinventar. O destino líder do Nordeste viu concorrentes como Recife e Fortaleza acirrarem a disputa nos últimos anos, mas reconheceu o peso de ser a porta de entrada oficial da região. Ao todo,

Salvador recebeu mais de R$ 260 milhões entre os anos de 2013 e 2015, investidos em revitalização, reforma e construção de espaços culturais e históricos, praças turísticas, e todos os 44 quilômetros de orla.

Este passo pode ser considerado vital para manter a maior movimentação operacional aérea da região e continuar entre os dez melhores destinos do Brasil em 2016, de acordo com o TripAdvisor.

Com mais de 39 mil leitos espalhados pela capital, a cidade é maid do que estruturada no quesito hospedagem, tanto para lazer, quanto para o mercado corporativo. Enquanto a beleza natural ajuda a movimentar a alta temporada para o mercado de lazer, a falta de um equipamento para receber grandes feiras e congressos vai ficar só na saudade. Já a partir de novembro, a área destinada a congressos do Centro de Eventos será novamente aberta, o que pode ser vital para movimentar a baixa temporada em destinos que começam a ver no bleisure uma saída para bater as metas turísticas de movimento de negócios e fluxo de visitantes.

Por falar em fluxo, o Aeroporto de Salvador é líder no Nordeste há mais de cinco anos. Em 2015, por exemplo, desembarcaram na cidade mais de 8,6 milhões de turistas nacionais, bem acima dos 6,5 milhões recebidos por Recife, que vem na segunda posição. Quando o assunto são os “turistas internacionais”, a capital baiana sobe mais uma vez ao topo no mínimo pelos últimos cinco anos. Mais de 346.000 viajantes desembarcaram em Salvador em 2015, enquanto Recife recebeu 271 mil e Fortaleza 237 mil, com destaque para a Argentina.

Os “hermanos” lideram o mercado emissivo para capital baiana, fator em que a Aerolíneas Argentinas e a Gol têm grande participação por conta de seus voos semanais. Alemanha, Estados Unidos, França, Chile, Itália, Inglaterra, Espanha, Portugal e Suíça fecham o ranking da Pesquisa de Turismo Receptivo de 2014/2015.

Com uma receita turística total de R$ 5,6 bilhões em 2015, Salvador sabe que muito ainda precisa ser feito para se manter como a cara do Nordeste para o mercado internacional. Com o objetivo de aumentar o tempo de permanência do visitante e, consequentemente, a receita turística anual, diversas ações por parte dos órgãos governamentais foram, estão e serão realizadas. Entre elas, está o aumento da diversidade de segmentos, o que faz a capital baiana passar a investir mais no turismo náutico, étnico, religioso, de eventos de negócios e gastronomia, sem deixar de lado, claro, todas as belezas encontradas por aqueles que veem o segmento Sol e Praia como prioridade.

Para receber os viajantes, uma melhor qualidade de infraestrutura urbana já é realidade em Salvador. Um belo exemplo são os Fortes de São Diogo e Santa Maria, ambos no Porto da Barra que está totalmente revitalizado há dois anos, que passaram a receber projeções de fotografias de Pierre Verger e Carybé ao cair da noite. Um espetáculo que faz o turista esperar o pôr-do-sol e depois seguir para as dezenas de bares e restaurantes que agora integram a região.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top